Notícias FEMA

Perfil: Marcelo Leonel Caetano

Formado na Fema, químico trabalha na Tereos Amido & Adoçantes

Marcelo Leonel Caetano foi estudante do curso de Química Industrial da Fundação Educacional do Munícipio de Assis – Fema entre 2009 e 2012. Atualmente, trabalha na Tereos, em Palmital.

Caetano comenta na entrevista a seguir seus desafios profissionais e a importância de sua passagem pela instituição. O químico lembra também o quanto há espaço na região de Assis na área em que atua.

Onde trabalha atualmente?

Estou na Tereos Amido & Adoçantes, em Palmital. Atuo como Líder de Garantia da Qualidade responsável pela implantação e manutenção da Norma FSSC 22000 – Segurança de Alimentos; Gestão Ambiental; controle de custo; desenvolvimento de especificações de insumos; desenvolvimento de treinamentos voltados da garantia da gualidade; auditor da Norma FSSC 22000; contato com órgãos públicos, como Anvisa, Cetesb, Cetea, Mapa; gestor da equipe de limpeza e higienização, dentre outros itens.

Qual a importância do curso na sua formação?

Primeiramente, o curso de Química Industrial foi custeado em 60% pela empresa Zilor, onde trabalhei anteriormente. A graduação da Fema é conceituada nas empresas da região e todos os gestores da produção foram ou estão sendo formados pela instituição. A formação em Química, juntamente com a dedicação profissional, possibilitou a manutenção de emprego próximo a minha família, além de propostas de grandes grupos processadores de alimentos no Brasil. Outro ponto importante é que iniciei em consultoria voltada ao ramo de bebidas e indústria de materiais de limpeza. Continuando a vida acadêmica, atualmente sou pós-graduado pela UNESP em Gerenciamento de Recursos Hídricos e estou cursando Engenharia de Produção Mecânica, na UNIP.

Mesmo com a crise econômica, há espaço para novos profissionais nesse mercado em que você atua?

Sim, o mercado é deficiente em profissionais dedicados e com boa formação. Em síntese, o profissional deve ser um exemplo de caráter e dedicação na escola, no trabalho e na família, para ter sucesso.

E para os recém-formados? Há vagas aqui em Assis e na região do Paranapanema?

Sim, o estudante deve procurar estágios durante a vida acadêmica, porque isso possibilita vagas futuras. Muitos não querem estágio sem remuneração, o que é uma falha. Outro ponto é quando o aluno sai da faculdade pensando que sabe tudo, isto vai em via contrária à humildade, um ponto básico para crescer profissionalmente. Digo isso, pois no mercado existem muitos profissionais com décadas de experiência e, às vezes, sem mesmo saber escrever. Em casos como esses, a humildade e o companheirismo são a chave para uma parceria entre intelecto e experiência.

Qual o conselho daria para os futuros profissionais?
Cative e motive as pessoas a sua volta. Você vai precisar delas. Trabalhe como se estivesse sendo observado, pois na verdade você sempre está. 70% de um bom profissional é feito com base no relacionamento e os outros 30% é a parte técnica.

Estudantes promovem o Brincar Terapêutico

Na manhã do dia 22 de outubro, estudantes do curso de Fisioterapia da Fundação Educacional do ...

Leia mais

Professor apresenta artigo na Espanha

No dia 23 de outubro de 2023, o Me. Fabio Eder Cardoso, professor dos cursos de Análise e ...

Leia mais
Receba Informações

Sobre os nossos cursos