Notícias FEMA

João Ramalho recebe projeto neste ano

Professores e alunos do FEMARondon visitaram a cidade

No sábado, dia 26 de agosto, professores e alunos integrantes do FEMARondon, um dos mais importantes projetos de extensão da instituição, estiveram em João Ramalho, cidade escolhida para receber as ações do programa neste ano.

Esse primeira visita, segundo a professora Lívia Turra Bassetto, é importante para que os “femarondonistas” conheçam o local. “É um mapeamento. A partir das informações levantadas, a gente começa a pensar nas estratégias que serão desenvolvidas para auxiliar a comunidade”.

Após a pesquisa de campo vem a fase da operação, assim chamado os dias em que a equipe retorna ao munícipio, o que está previsto para acontecer em novembro. Nessa etapa, diversas atividades práticas serão oferecidas, como palestras e oficinas.

“Os universitários podem aplicar todo o conhecimento teórico adquirido na faculdade para ajudar ao próximo”, ressalta a docente. “É um trabalho voluntário, que, além de ajudar comunidades carentes da região, traz benefícios para os participantes, formando-os profissional e humanamente”.

Esse trabalho de extensão surgiu a partir da experiência do Projeto Rondon, criado pelo Ministério da Defesa em parceria com os governos estaduais, municipais e instituições de ensino superior. Em 2010, um grupo da fundação acompanhou as ações do Rondon e notou que os problemas enfrentados por comunidades visitadas eram semelhantes aos vividos em Assis e região.

Os professores (e/d) Osmar Machado, Danielle Ferrarezi, Maria José Damaceno e Jairo da Silva. (Foto: FEMA)

Os professores (e/d) Osmar Machado, Danielle Ferrarezi, Maria José Damaceno e Jairo da Silva. (Foto: FEMA)

Idealizador e coordenador do FEMARondon, o professor Osmar Machado, destaca, entretanto, que a ação não tem um caráter assistencialista. “Nosso principal objetivo é contribuir para que a sociedade se organize na resolução de problemas específicos do seu próprio meio e diminua, assim, a dependência de ações públicas. É um caráter multiplicador de conhecimento”.

Em seis anos, o projeto de extensão já fez operações em Porto Almeida, no distrito de Cândido Mota, Ibirarema e Echaporã. Os municípios integram o Civap, o Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema, que, assim como o Tiro de Guerra de Assis, é parceiro do evento.

Estudantes promovem o Brincar Terapêutico

Na manhã do dia 22 de outubro, estudantes do curso de Fisioterapia da Fundação Educacional do ...

Leia mais

Professor apresenta artigo na Espanha

No dia 23 de outubro de 2023, o Me. Fabio Eder Cardoso, professor dos cursos de Análise e ...

Leia mais
Receba Informações

Sobre os nossos cursos