Notícias FEMA

Docente publica estudo sobre efeitos anti-inflamatórios do treinamento físico

Pesquisa foi aceita na Revista Brasileira de Medicina do Esporte, importante revista científica

 

O professor do curso de Fisioterapia da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA), Dr. Alan José Barbosa Magalhães, teve um artigo de sua tese de doutorado aceito para publicação na renomada Revista Brasileira de Medicina do Esporte, um periódico de grande relevância e que possui a classificação Qualis B1 na Plataforma Sucupira, mantida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Além disso, a revista também é indexada em diversas bases de dados relevantes, como SCIELO, EMBASE, LILACS, LATINDEX e SportDISCUS, o que aponta para o potencial alcance e impacto na comunidade científica.

 

Intitulado “Immunometabolism of aerobic and resistance training on hepatic and skeletal muscle tissues of rats”, o estudo foi conduzido por 12 semanas em 24 ratos da raça Wistar para investigar os efeitos metabólicos e anti-inflamatórios dos treinamentos aeróbico e resistido sobre os tecidos hepático e muscular esqueléticos de ratos, assim como comparou o efeito de ambos os modelos de treinamento nos tecidos citados.

 

“Nosso estudo mostra que ambos os modelos de treinamento afetaram positivamente o perfil lipídico e reduziram a inflamação hepática dos animais, mas o treinamento resistido foi mais eficaz em promover melhores efeitos metabólicos no fígado e no músculo esquelético, além de reduzir a inflamação muscular dos ratos em comparação ao treinamento aeróbico. Nossos resultados sugerem que esses modelos de treinamento podem ser usados para tratar os efeitos acarretados pelo sedentarismo, como melhores efeitos do treinamento resistido. Este é o primeiro estudo que avalia o efeito anti-inflamatório simultaneamente em dois tecidos distintos”, afirma o professor.

 

O professor também expressou seu agradecimento aos colaboradores que contribuíram para o sucesso do estudo, incluindo seu orientador, Prof. Dr. William Dias Belangero, e os co-orientadores Prof. Dr. José Carlos da Silva Camargo Filho e Profa. Dra. Regina Celi Trindade Camargo, bem como os integrantes do Laboratório de Biomateriais em Ortopedia (LABIMO) da FCM/UNICAMP e os membros dos Laboratórios de Análise da Plasticidade Muscular (LAPMUS) e do Laboratório Experimental de Biologia do Exercício (LEBioEx) da FCT/UNESP de Presidente Prudente, além do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que financiou o estudo.

 

A pesquisa e a publicação bem-sucedida destacam o compromisso contínuo da FEMA em estimular e apoiar atividades de pesquisa científica entre os estudantes e docentes, promovendo a excelência acadêmica e contribuindo para o avanço do conhecimento em diversas áreas do saber, com a produção de novas descobertas e inovações. Através de iniciativas como o Programa de Iniciação Científica (PIC), por exemplo, a instituição fortalece sua posição como um catalisador de progresso e como um agente de transformação no cenário da pesquisa nacional e internacional.

FEMA celebra a Cerimônia do Jaleco da T4 do curso de Fisioterapia

Na noite da última sexta-feira, 14 de junho de 2024, a Fundação Educacional do Município de ...

Leia mais

Curso de Fisioterapia é reconhecido pelo Crefito por contribuições na pandemi …

Além do reconhecimento do curso, as professoras Dra. Cássia Pacheco e Ma. Maria Eulália Baleotti ...

Leia mais
Receba Informações

Sobre os nossos cursos