Notícias FEMA

43 crianças e adolecentes iniciam curso

O FEMA Robótica é o novo projeto de extensão da FEMA, que ensina crianças e adolescentes a montarem e programarem seus próprios robôs. O curso é gratuito e começou em agosto de 2018, contando com 43 alunos no total, sendo a maioria do Ensino Público

FEMA Robótica é o novo projeto de extensão da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA), organizado pela Coordenadoria de Informática da faculdade e idealizado pelo professor doutor Almir Camolesi, em parceria com a Diretoria de Ensino da cidade. O curso, direcionado para crianças e adolescentes de 11 a 16 anos, está ensinando conceitos básicos de eletrônica, robótica e programação para os alunos construírem seus próprios robôs. “Observamos que há uma carência de ensino nessa área para as crianças e adolescentes. Em Assis não há nada assim”, explicou o professor Almir.

As aulas iniciaram no dia 6 de agosto com 43 alunos no total, divididos em quatro turmas, que alternam manhã ou tarde, em quatro dias da semana. “É ideal que as turmas sejam menores, com média de 10 alunos, para poder desenvolver individualmente. Eles chegam sem esse conhecimento, então para a introdução o ideal é que a turma seja menor”, disse Diogo Lamotta, que é professor do curso de Robótica para as crianças na FEMA.

Diogo cursa Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Ourinhos-SP, tem 24 anos e, como contou Almir, ele é um entusiasta da área! E agora, passará esse conhecimento para as crianças, que em maioria vêm do Ensino Público para cursar o FEMA Robótica de forma gratuita, após passarem pelo exame de seleção.

Guilherme Valverde é um dos alunos da turma da manhã, já que no período da tarde estuda na Escola Estadual Leny Barros, na 8ª série. Ele já se interessava pelas matérias escolares como matemática e o curso chamou sua atenção. “É muito interessante, pois vemos que a matemática deixa de ser abstrata, tem aplicação, no caso a robótica. Eu já tinha visto esse tipo de conteúdo porquê eu pesquisava em casa, eu gosto, então já pesquisava algumas coisas, mas aqui estou vendo coisas novas”, explicou Guilherme, que ainda contou mais sobre sua experiência com o FEMA Robótica: “estamos aprendendo sobre criar a lógica de um programa, já que na verdade o robô sozinho não sabe de nada, a parte mecânica dele, mas se pegarmos a lógica da programação, que são os comandos e códigos, e então aplicar no robô, dai ele terá uma tarefa para fazer.

Ana Gabriela Rodrigues, de 11 anos, que também estuda na Leny Barros durante a tarde, conheceu o FEMA Robótica por sua facilitadora do Centro para Desenvolvimento do Potencial e Talento (CEDET), pois a aluna já se interessava por tecnologia. O CEDET é um centro de Educação Especial, que tem como proposta complementar e suplementar a educação do aluno que é dotado e talentoso. “Muito bom o curso, estou aprendendo bastante. Estamos aprendendo a programar, criar a programação do robô e essas coisas. É tudo novo”, disse Ana Gabriela.

 

Estudantes promovem o Brincar Terapêutico

Na manhã do dia 22 de outubro, estudantes do curso de Fisioterapia da Fundação Educacional do ...

Leia mais

Professor apresenta artigo na Espanha

No dia 23 de outubro de 2023, o Me. Fabio Eder Cardoso, professor dos cursos de Análise e ...

Leia mais
Receba Informações

Sobre os nossos cursos