• FEMAvestibular
  • estudo-hot-site-bolsas
  • fema-guia-do-estudante-estadao-3b

 vestibular fema 2020

Inscrições Abertas

11 Cursos de Graduação

Prova dia 14/11 às 20h

INSCRICAO 

dedebancoideiaProjeto de Lei visa estimular a cidadania


Projeto de Lei que visa estimular o exercício da cidadania nas escolas, proposto pela vereadora Professora Dedé, docente na FEMA, é aprovado e transformado em Lei neste mês de outubro

 Por Glauciana Nunes e Isabella Chiampi

Assessoria de Comunicação FEMA

 

Projeto de Lei, de autoria da vereadora Professora Dedé, docente na Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA), é aprovado e transformado em Lei neste mês de outubro. O projeto “Aluno Ouvidor” tem como um dos principais objetivos estimular o exercício da cidadania nas escolas. Fica estabelecida, então, a Política Municipal de Estímulo ao Protagonismo dos Alunos nas Demandas Escolares.

 

Ao fomentar o protagonismo das crianças na rotina da vida civil, através de ações que motivam e ofereçam condições objetivas para haver uma maior adesão, benefícios como o desenvolvimento do senso crítico delas ou como a agilização de atendimentos das demandas escolares pela Administração Pública podem ser os resultados.

 

A proposta é que a escola possa estabelecer um canal informal de comunicação com a Administração Pública, no qual esse aluno participe ativamente. Ele também é um sujeito importante para a comunidade, precisa ser ouvido e ganhar protagonismo”, explicou Elizete Mello da Silva, a Professora Dedé. “É de relevante interesse público trazer para o município de Assis essa Política”.

 

O projeto “Aluno Ouvidor” propõe que sejam desenvolvidas ações como ampliar a participação ativa dos alunos na discussão de assuntos referentes à comunidade escolar, fomentar a formação de novas lideranças entre os alunos, a promoção de ações participativas que estimulem o protagonismo na criança e que seja fortalecida a integração dos órgãos municipais com a comunidade escolar.

 

E tudo deve prosseguir, preferencialmente, com alunos matriculados do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. “Ao contrário do que insinua o senso comum, as crianças não são desinteressados da participação na vida pública”, finalizou a professora.

 

 

 

facebook logo

SIGA FEMA ASSIS 

 

MAIS NOTÍCIAS DA FEMA

Back to top