FEMA ROBÓTICA

Main Menu

Conheça a Fema

FEMA Panzertronic

Panzertronic no Desafio Covid-19 de Robótica

 

Torneio organizado pelo SESI reúne mais de 300 equipes de robótica do Brasil com o objetivo de desenvolver ideias que possam reduzir o contágio do novo coronavírus

 

 

 

 

A equipe Panzertronic, formada pelos alunos Eduardo Souza Ramos Pedroni, Gabriel Pereira Falcão, Marcos Vinicius Neves Cardoso, Pedro Morita Bannwart e Pedro Victor Tavares dos Santos, do projeto FEMA Robótica da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA), coordenado e idealizado pelos professores Diogo Lamotta Resino e Almir Camolesi, está participando do Desafio Covid-19 de Robótica organizado pelo Serviço Social da Indústria (SESI).

 

A primeira etapa do Desafio Covid-19 de Robótica terminou na última sexta-feira, 31 de julho de 2020, e contou com 367 equipes, de todo o Brasil. Nesta etapa, todas as equipes tiveram que apresentar ideias para minimizar o contágio do novo coronavírus entre pessoas. O desafio é composto por duas fases principais: a fase 1 era a apresentação da ideia, com base nos quatro critérios de avaliação composto pela pesquisa, criatividade, inovação, empreendedorismo e impacto social, na qual as equipes tiveram que enviar vídeos de defesa do projeto. Já a fase 2 consiste na demonstração e detalhamento da solução proposta também por meio de vídeo.

 

O projeto criado pela equipe FEMA Panzertronic para o Desafio Covid-19 do SESI é uma cabine de descontaminação multifuncional, para pessoas e objetos, utilizando desinfectante “atomic 70” - um desinfectante aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) que é eficaz durante 5 horas contra vários tipos de vírus e bactérias e não é prejudicial à pele nem às vias aéreas de pessoas. A cabine idealizada pela equipe da FEMA Robótica terá dois setores, um para desinfecção de pessoas e outro para desinfecção de objetos, e será projetada para lugares de aglomeração de pessoas, como supermercados. Além do spray de desinfectante, a cabine de descontaminação FEMA Panzertronic também será equipada por um medidor de temperatura à laser.

 

O participante Marcos Cardoso, de 13 anos, relata que o torneio o deixou muito empolgado em descobrir coisas novas e que, todos os dias, a equipe pesquisou a fundo para poder fazer uma máquina que pudesse ajudar à população em um momento como o que estamos vivendo. Ele ressalta que alguns momento foram muito difícil pois, o nível do torneio, exigia que tudo fosse pesquisado nos mínimos detalhes e garante que esta será uma experiência que levará para sempre. É o que também relata Pedro Tavares, de 13 anos, que ficou impressionado com todo o empenho que a equipe desenvolveu para criar o projeto que tem um grande potencial. Para ele, a equipe FEMA Panzertronic trabalhou com muito esforço para que pudessem entregar o seu melhor, tudo sob o apoio técnico do professor Diogo Lamotta, e estão todos muito confiantes para avançar para a próxima etapa do Desafio Covid-19 de Robótica, do SESI.

 

E de acordo com Diogo, tudo isso só foi possível graças ao empenho de toda a equipe, que teve que desenvolver todo o projeto online, através das plataformas disponíveis, como o Google Meet e o WhatsApp, por onde faziam as reuniões e organizaram toda a ideia do trabalho que seria apresentado no torneio. Todo o desenvolvimento da pesquisa durou o mês inteiro de julho e resultou neste projeto de cabine de descontaminação. Diogo também destaca que dois dos alunos da equipe são fruto de uma parceria com o Centro de Desenvolvimento do Potencial e Talento (CEDET) de Assis que, inúmeras vezes, foram fundamentais para que alunos com grande potencial passassem pelo FEMA Robótica.

  

A equipe Panzertronic agora aguarda os resultados da segunda fase do torneio, que sairá no dia 18 de agosto, quando será divulgada as 30 equipes selecionadas. O resultado final será divulgado no dia 25 de setembro.

  

O projeto FEMA Robótica é organizado pela Coordenadoria de Informática, que comporta os cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Ciências da Computação, que tem a frente a professora mestra Diomara Barros e é idealizado pelos professores Almir Camolesi, coordenador do FEMA Robótica, e Diogo Lamotta Resino, professor do curso de extensão. O projeto tem parceria com a Diretoria de Ensino das Escolas Públicas da cidade, bem como também com as Escolas Particulares. O FEMA Robótica é 100% viabilizado financeiramente pelo corpo executivo da Instituição, com o aval do diretor executivo, professor Eduardo Vella, e do presidente Arildo Almeida

  

facebook logo

SIGA FEMA ASSIS 

 

MAIS NOTÍCIAS DA FEMA

 

Back to top