ECONOMIA CRIATIVA

Main Menu

Conheça a Fema

Reynaldo

Professor da FEMA é nomeado a cargo público

Reynaldo Campanatti, professor da FEMA há 30 anos, assumiu nesta segunda-feira, dia 02 de dezembro de 2019, como novo secretário nacional de Economia Criativa

 

Por Glauciana Nunes
Assessoria de Comunicação FEMA

 

 

 

O professor doutor dos cursos de Direito e Administração da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA), Reynaldo Campanatti, foi nomeado ao cargo de secretário nacional da Economia Criativa, do governo Jair Bolsonaro e responderá diretamente para o ministro da cultura, Roberto Alvim. Esta é uma das seis secretarias ligadas ao Ministério da Cultura. O professor assumiu seu cargo nesta segunda-feira, dia 02 de dezembro de 2019.

 

De acordo com Reynaldo, sua nomeação foi dada devido a uma série de critérios técnicos: como experiência em gestão, vivência na área educacional, questões curriculares e afinidade a visão política com o atual governo. O professor Reynaldo está na FEMA há 30 anos, atuando como professor dos cursos de Direito e Administração e anteriormente como diretor executivo e acadêmico. “Meu desafio será colocar a economia criativa em um patamar mais elevado para que ela chegue o mais próximo dos países mais desenvolvidos. Pretendo contribuir para que a cultura esteja em um patamar superior”, ressalta Reynaldo.

 

Segundo o professor, essa nova fase será de grande responsabilidade, confiança e felicidade pela oportunidade em que o ministro da Cultura Roberto Alvim o proporcionou. Para o Reynaldo, além da competência é preciso proteção e orientação divina.

 

A Secretaria da Economia Criativa (SEC) tem como principal objetivo, planejar, promover, implementar e coordenar diversas ações para o desenvolvimento e fortalecimento da dimensão econômica da cultura brasileira, em todos os segmentos da cadeia produtiva, cujo o investimento da atividade seja predominantemente relacionadas ao capital intelectual da criatividade e inovação.

 

Compete à SEC formular, implementar e articular linhas de financiamento para empreendimentos culturais; contribuir para a formulação e a implementação de ferramentas e modelos de negócios sustentáveis para empreendimentos culturais, instituir e apoiar ações e promoção dos bens e serviços culturais brasileiros no País e no exterior; e articular e conduzir o mapeamento da economia da cultura brasileira.  

 

 

 

 

 

facebook logo

SIGA FEMA ASSIS 

 

MAIS NOTÍCIAS DA FEMA

Back to top